Saltar para o conteúdo

Notas e Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

Comentários (11)

CitizenKadu | sábado, 14 de Dezembro de 2019 - 02:08

E óbvio que vários podem dizer que não precisa ser pobre para entender o pobre, não é o caso do KFM, ele entende a nova classe média e a critica rancoroso, sem saber que é fruto dos esforços do Lula?( e eu estou aqui elogiando o governo Lula e a criação dessa nova classe). Nos anos 50/60/70/80 quase todos os cineastas entendiam o pobre, o brasileiro, a favela. Hoje filme que representa o pobre de 2000 pra cá, eles sabem quais são: "Antonia", "Cidade de Deus"(que apesar de ser estilizado, quem conhece sabe que aquela ambientação é mais real do parece),"Alemão", "Querô". Antes tínhamos Babenco com "Pixote" e "Carandiru". Hoje nós temos a classe média que tem medo de entrar em periferia aplaudindo algo que o pobre não entende, e que consequentemente não vai causar impacto nenhum como resistência. Até o populismo e o assistencialismo barato é criticado no filme,que tiro no pé.

CitizenKadu | sábado, 14 de Dezembro de 2019 - 10:17

E falando de uniao de Estado e privado...esse eh um filme com apoio da falecida Ancine e produzido pela Globo Filmes(!)

CitizenKadu | sábado, 14 de Dezembro de 2019 - 10:17

https://globofilmes.globo.com/en/filme/bacurau/

CitizenKadu | sábado, 14 de Dezembro de 2019 - 02:10

Mas porque tantos elogiam o filme como representante do povo oprimido? Porque eles só conhecem o povo pobre oprimido pela arte e pelo o que eles "ouvem falar". Como eu disse, é a classe média nascida a partir do desenvolvimentismo econômico petista, achando que estão elogiando o retrato do pobre, achando que pobre é só quando o cara que tem uma casa própria, perde o emprego dentro do condomínio e se suicida. O pobre sobrevive. É triste as pessoas lá fora verem o Brasil pobre de forma deturpada, com a técnica sobrepujando a mediocridade da análise política.Billy Bragg disse sobre o Brexit: "Nem todo mundo que votou no Brexit é racista. Mas todo racista votou no Brexit". Então quem diz que todos que votaram no imbecil do Bolsonaro é fascista, está numa escala de retardamento entre a lobotomia e a ignorância.

CitizenKadu | sábado, 14 de Dezembro de 2019 - 02:14

Me lembrei da entrevista que o Lula fez pro Glenn Greenwald, inteligente político como ele é , ele viu que era o Glenn e foi usar de palanque a entrevista e começou a falar mal do liberalismo. Glenn interrompeu e disse "..mas o senhor usou de medidas liberais na época do seu governo", e a desconversa foi feia. Isso(usar do liberalismo como ferramenta) significa cooperação com os gringos; quando Obama elogiou ele("He is the man.." e ele disse que : "Obama parece um cara que tu encontra na praia, ou na rua...". Bom, Obama usava Drones para controlar regiões inóspitas e metralhar inocentes! Irônico não?!

CitizenKadu | sábado, 14 de Dezembro de 2019 - 02:15

Por causa dessa visão de classe média hipócrita, aquela classe média que vibrou com "O Som ao Redor", que nada mais é também que uma visão de uma classe média tediosa que KMF conhece bem, estendendo "Doméstica" com um fundo Casa Grande e Senzala, e mais uma vez, e só a classe média nova com raiva dela mesma tentando entender o real pobre brasileiro. E pelo que eu vejo, quase ninguém aqui entende; este filme não faz sucesso na periferia e nas vilas. E eu to falando do pobre porra, porque dificuldades todo brasileiro que tem que lutar para conseguir algo passa.

CitizenKadu | sábado, 14 de Dezembro de 2019 - 02:28

Agora meu respeito pelo rap de RacionaisMcs e Facção Central estão aumentados. Para crítico de classe média ( e eu não tenho nada contra classes, mas tenho contra a hipocrisia) este tipo de filmes mais estilizado, mais tecnicamente apurado e fácil de vender para a crítica lá fora representa o pobre. Mas o filme que representa o pobre mesmo, é tido como mais um "filme de favela" e vários destes críticos reclamavam da supremacia desses filmes na filmografia. Isso é ingenuidade; pode ser falta de conhecimento de outras realidades que não sejam a da tv de 49' ...mas na maioria da vezes é ignorância e medo do lugar onde o pobre vive, e nojo do casebre onde a família de bem vive, e mais engraçado, passa na frente dum beco e alguém estala uma bombinha, larga correndo chorando pro conforto do carpete.Mas claro que não estou generalizando quem elogiou o filme como playboys, o filme tecnicamente é interessante,mas intelectualmente eu abri espaço,e como diria Bob: "Who's the cap fit?"

Faça login para comentar.