Saltar para o conteúdo
7,6
Média
41 votos
?
Sua nota
Direção
Ingmar Bergman
Roteiro:
Ingmar Bergman (escritor)
Gênero:
Drama
Origem:
Suécia
Duração:
72 minutos

Lupas (8)

  • Mesmo em ocasiões menos inspiradas, Bergman ainda tem o que dizer e lança provocações dentro dos seus temas caros. O quarteto está muito bem sintonizado em cena.

    Patrick Corrêa | Em 02 de Fevereiro de 2019 | NOTA: 7.5
  • Bergman volta a discutir o papel do artista e noves fora seu final completamente adoidado me parece que Bergman desta vez exagerou um pouco na prepotência e em sua crítica à debilidade da justiça no entendimento da arte.

    Eliezer Lugarini | Em 06 de Abril de 2016 | NOTA: 7.5
  • Bergman faz um manifesto contra o racionalismo da sociedade burguesa, robotizada por burocracias e afastada da arte. Ele que teve um colapso nervoso ao ser investigado pelas autoridades suecas, se vinga e homenageia a arte nesse filme com um final surtado

    Vítor Miranda | Em 11 de Abril de 2014 | NOTA: 8.5
  • Não melhor que "Morangos Silvestres" mas tão bom qt a "A Paixão de Ana", o resumo final foi fundamental, sempre acho q as obras de Bergman dão a sensação de inacabadas, essa é complexa mas entendível.

    Rosana de Almeida Machado | Em 02 de Abril de 2014 | NOTA: 8.5
  • 27/07/13

    Eduardo Scutari | Em 17 de Março de 2014 | NOTA: 8.0
  • Atenção! tentar compreender os bastidores da arte pode causar transtornos de personalidade, lembranças desagradáveis e ataques cardíacos. Caso os sintomas persistam, consulte um sacerdote. E, aliás, vão se fuder, malditos críticos!

    Vinícius de Castro | Em 24 de Dezembro de 2012 | NOTA: 8.0
  • A arte, mesmo que com suas imperfeições, como rito contra os preceitos "burgueses" e a represália. Bergman sabe da força de seu cinema, mesmo que às vezes ele seja acessível a poucos.

    Guilherme Valandro Vivian | Em 18 de Julho de 2011 | NOTA: 6.0
  • This is a manifesto of Father Bergman.

    Danilo Rocha | Em 09 de Março de 2011 | NOTA: 8.5